Diretor Artístico

                Jorge Texeira
Natural do Rio de Janeiro, Brasil, Jorge Texeira iniciou na dança em 1987, na Escola de Dança Hortência Mollo. Formou-se em Educação Artística pela Faculdade de Formação Profissional Integrada e em Música pela Escola de Música Villa-Lobos.

Seu maior envolvimento e dedicação integral à dança iniciaria no ano de 1991, ano da criação do Grupo Thalhe de Dança, quando percebeu a importância que a dança exerceria em sua vida e o amor que sentia em ensinar. Descobriu assim sua “razão de viver”, “sua missão”. Passou a enxergar a dança como seu caminho de contribuição social, a partir da mudança cultural e educacional que ela pode exercer na vida de muitos jovens estudantes de dança, como fator de inclusão social e, principalmente, como elemento de aumento das potencialidades profissionais. Os frutos do trabalho à frente do grupo Thalhe, foram colhidos rapidamente, com alguns dos seus alunos conseguindo se destacar em festivais e competições, ganhando bolsas para escolas de dança no exterior ou se integrando à companhias profissionais no Brasil e no exterior.

A partir desse momento inicia-se sua trajetória como educador e formador em dança, passando a atuar, com destaque, no mercado da dança nacional.

Em 2000, atuou como professor convidado do Studio de Ballet Tatiana Leskova. Neste mesmo ano, passou a fazer a consultoria e a implantar sua metodologia no curso de formação em ballet clássico da Escola Dançar de Vila Velha, no Espírito Santo, onde mantém a consultoria até hoje.

Em 2001, recebeu os direitos do nome da Cia. Brasileira de Ballet, de sua fundadora Regina Ferraz, por indicação de Emílio Martins e Marilda Azevedo (ambos bailarinos da Cia. Original de 1967), em reconhecimento a sua luta pelo resgate e divulgação do ballet clássico, e pelo trabalho técnico e artístico desenvolvido por ele e por seus bailarinos.

Foi o coordenador geral do curso de formação técnico/profissional para bailarinos da escola de dança Petite Danse, entre os anos de 1991 e 2004. Em 2005 e 2006, exerceu o mesmo trabalho no Lyceu Escola de Dança.

Em 2003, recebeu da Câmara Municipal do Rio de Janeiro a “Moção de Congratulações”, cedida pelo Vereador e ator Cláudio Cavalcanti – por seu talento e competência, para a melhoria constante do ensino da dança em nosso país.

Em 2006, recebeu o prêmio de “Melhor Espetáculo” e a “Menção Honrosa”, pela sua contribuição cultural e artística à cidade de Cabo Frio.

Recebeu do XIII Certamen Internacional de Danzas, “Danzamérica 2007” , o “Prêmio Dedicación”, como melhor maestro preparador. Na cidade de Córdoba, Argentina.

Em janeiro de 2007, fundou o Conservatório Brasileiro de Dança e a ONG Ciranda Carioca (hoje projeto “Aprendizes da CBB”), com a qual recebeu o “Prêmio Cultura Nota 10” , único reconhecimento público oficial a projetos culturais inovadores no Rio de Janeiro.

Em março de 2007 lhe é concedida a “Moção Aplauso”, pela Prefeitura da Cidade do Carmo.

Nos anos de 2008 e 2009, recebe o prêmio de “Melhor Grupo” concedido pelo Festival de Dança de Joinville, a mais importante competição de dança do país, e pelo V Fest Dance, o “Prêmio de Melhor Maitre”.

Atuou como professor convidado de companhias profissionais, tais como: Studio de Ballet Tatiana Leskova, Cia. de Ballet da Cidade de Niterói, Deborah Colker Cia. de Dança, Ballet do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, Ballet Nacional Del Sodre (Uruguai) . Presta consultoria artística e supervisiona cursos de formação profissional em ballet clássico, de escolas de dança no Brasil, como na Fundação Clóvis Salgado Palácio das Artes – CEFAR, de Belo Horizonte, Minas Gerias, Escola Municipal de Bailados de Ourinhos, de Ourinhos, em São Paulo, e Ballet da Ilha, de Vitória, no Espírito Santo. Participa como jurado e ministra cursos e workshops, para alunos e professores, em festivais e concursos de dança. Foi diretor artístico do “Festival Internacional de Dança da Cidade de Cabo Frio”, desde sua criação, em 2005, até 2010.

Nos últimos anos, tem sido convidado junto com seus alunos a representar nosso país nos principais festivais de dança do mundo taís como: Youth América Grand Prix e International Ballet Competition, ambos em New York – EUA; Prix de Lausanne, Lausanne – Suiça; Beijing
International Ballet Invitational, na China, Danzamérica, Córdoba – Argentina, Mônaco Dance Fórum, em Mônaco.

Desde 2007, assina como coreógrafo a Comissão de Frente de Escolas de Samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro, como Portela, Grande Rio, e atualmente para a Mocidade Independente de Padre Miguel. No ano de 2011, recebeu o Prêmio Plumas e Paetês, pela Melhor Comissão de Frente do Grupo B do Carnaval Carioca. Em 2017 recebeu 7 prêmios no Grupo especial do carnaval carioca

Jorge Texeira é Diretor Artístico da Cia. Brasileira de Ballet, desde a sua reestreia em 2001.